fbpx

Tutorial sobre postagem de conteúdos no site ou Blog WordPress

Esse tutorial destina-se aos usuários registrados nos sites criados ou administrados pela PsM Gestão Tecnológica citados abaixo, mas seu conteúdo poderá servir também para usuários de outros sites que utilizam o CMS – Content Management System WordPress.

Sites em uso

Posts e Páginas: Qual a diferença?

É muito comum não saber ao certo a diferença entre posts e páginas. O WordPress é um CMS (Content Management System), portanto sua função principal é gerenciar e organizar o conteúdo.

O conteúdo pode aparecer em muitos formatos diferentes dentro do WordPress: textos, fotos, vídeos, áudios, etc.

Além do formato do conteúdo, o tipo de conteúdo pode variar. Dentro do WordPress existem alguns tipos de conteúdo, sendo os mais conhecidos: páginas e posts.

Vamos entender o que é cada um deles.

Páginas

As páginas do WordPress são utilizadas para inserir conteúdo, em sua maioria conteúdos mais estáticos. Seu uso mais comum é para criar conteúdos institucionais como:

  • Home (página inicial)
  • Quem somos
  • Serviços
  • Blog (uma página que exibe posts)
  • Contato

Posts

Por outro lado, os posts no WordPress são mais utilizados para criar conteúdos dinâmicos. Por isso, são frequentemente utilizados no blog, na área de notícias, portifólio e por aí vai.

Geralmente eles são utilizados em forma de lista e podem ser listados de acordo com diversos critérios diferentes. Por exemplo, se você acessar o blog do site e verá uma lista de posts em ordem cronológica (mais recente para o mais antigo).

Outro recurso presente nos posts são as taxonomias. Elas permitem classificar e organizar melhor o conteúdo do seu WordPress. Por padrão, o WordPress apresenta duas taxonomias: categorias e tags.

As categorias e tags permitem que você organize seu conteúdo de maneira clara e consistente. Isso facilita o trabalho do usuário, que ao navegar no site deseja encontrar mais conteúdos de um determinado assunto.

Diferença entre páginas e Posts

Raramente você vai encontrar, no WordPress, uma listagem de páginas. Por outro lado, uma listagem de posts é o que mais se encontra no WordPress.

É comum que um site WordPress possua muito mais posts do que páginas, a não ser que ele seja um site meramente institucional (sem blog). Uma vez que um dos principais benefícios do WP é ajudar na otimização do site para a busca orgânica do Google, é raro encontrar um site WordPress que não tenha um blog.

Editores de Conteúdo

Editor Clássico

O editor clássico se parece muito com o editor do Microsoft Word. Justamente por isso, ele dificultava algumas tarefas que deveriam ser simples.

Por exemplo: Inserir duas imagens, uma ao lado da outra será muito difícil. Esse foi apenas um exemplo, mas assim como este existem diversas outras tarefas simples que são bem difíceis de executar no editor clássico.

Apesar de editor de blocos, ou Gutenberg oferecer uma experiência muito mais rápida, fácil e agradável, existem aqueles que ainda preferem utilizar o editor clássico.

  • Suporte: o WordPress suportará o uso do editor clássico somente até 2022.

O editor clássico é composto por duas experiências de edição: o editor visual e o editor de HTML.

Editor visual

O editor clássico no Painel WP Admin
O editor clássico (visual) no Painel WP Admin

Com tecnologia TinyMCE, o editor visual é muito parecido com um processador de texto. Os ícones do editor visual permitem formatar o texto, alterar o alinhamento de fontes, inserir listas numeradas e com marcadores e muito mais.

Editor de HTML

O editor clássico (HTML) no Painel WP Admin

No editor de HTML, você pode escrever seus posts e páginas em HTML ou editar o HTML existente. Para acessar isso, clique na guia Texto ao lado de Visual.

Se for preciso adicionar um shortcode, incluir algum estilo de fonte ou colar um código de uma fonte externa, você poderá usar o editor de HTML.

Procure utilizar o editor de blocos Gutenberg, é muito mais fácil, rápido, intuitivo.

O que é o Gutenberg?

O Gutenberg é o novo editor do WordPress baseado em blocos e passou a ser então o editor padrão. A nova experiência baseada em blocos é muito mais fluída e simples.

E como funciona essa nova experiência?

Além de estruturar seus posts e páginas em blocos, o que muda basicamente é forma como o WordPress organiza esses blocos. Sendo assim, ele passou a utilizar comentários HTML como forma de organizar esses blocos.

Veja no exemplo acima, a versão visual do editor em blocos e em seguida a versão código desse mesmo conteúdo. Note que ele usa comentários HTML para marcar o início e o fim de um bloco.

Como usar o Gutenberg

Para usar todo o potencial do Gutenberg é importante conhecer os recursos e saber onde encontrar cada um deles. Vamos por partes.

1. Ferramentas do Documento

Nesse canto superior esquerdo você encontra as seguintes opções:

  • ⊕ Adicionar bloco: Inserção de novos blocos no documento
  • ↩ Desfazer: o famoso CTRL + Z / CMD + Z (que também funciona no teclado)
  • ↪ Refazer: refaz a última ação
  • ⓘ Estrutura de conteúdo: exibe muitas informações importantes a respeito do seu conteúdo como a contagem de palavras, títulos, parágrafos e blocos.
  • ≡ Navegação dos blocos: exibe todos os blocos contidos no seu documento

2. Configurações e Publicação

Os itens encontrados nessa seção são relacionados a configuração e publicação.

  • Salvar como rascunho / Mudar para rascunho: permite que você salve o conteúdo como rascunho e caso já o tenha publicado, que você retorne ele para o status de rascunho.
  • Visualizar: permite a pré-visualização do seu conteúdo já no frontend.
  • Publicar / Atualizar: permite que você publique seu conteúdo, ou caso já o tenha publicado, que você salve as atualizações.
  • ⚙ Configurações: exibe/oculta o painel de configurações.
  • ⋮ Mostrar mais ferramentas e opções: exibe opções de Visualização, do Editor, de Ferramentas e Opções gerais.

3. Configurações do Documento

Na guia Documento você pode realizar todas as configurações necessárias do documento que está editando (post/página/post type). As configurações que tradicionalmente já existiam, agora ficam organizadas nesta lateral direita. Você encontrará as opções de:

  • Status e visibilidade: edite as opções de visibilidade, data de publicação e mover para lixeira.
  • Revisões: caso tenha salvo mais de uma versão, você poderá encontrar aqui as revisões e as versões anteriores.
  • Link permanente: altere a slug da URL e consequentemente seu permalink.
  • Categorias e Tags: no caso de posts, defina quais categorias e tags serão associadas ao conteúdo.
  • Imagem destacada: selecione a imagem destacada deste conteúdo.
  • Resumo: o resumo (excerpt) pode ser preenchido neste campo.
  • Discussão: habilite e desabilite os comentários e trackbacks.
  • Atributos da página: se estiver editando uma página, você encontrará aqui as opções de modelo, ordem e página ascendente.

4. Configurações do Bloco

Cada bloco adicionado em seu documento também pode ser configurado. Para alterar essas configurações você deve clicar em um bloco e na lateral direita serão exibidas as opções de configuração.

É importante lembrar que cada tipo de bloco oferece opções diferentes.

5. Hierarquia de páginas

Uma dos recursos interessantes das páginas é a sua capacidade de criar hierarquia entre elas. Isso permite que uma página seja “mãe” da outra, ou como dizemos dentro do WordPress: ascendente da outra.

Por exemplo, imagine que você criou uma página chamada “Serviços” e outra página chamada “Desentupimento de Pia”. A segunda página pode ser filha da primeira.

Sendo assim, as URLs delas seria algo como:

https://exemplo.com.br/servicos/

e a página filha:

https://exemplo.com.br/servicos/desentupimento-de-pia/


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.